Suspeito de executar policial em academia é preso em São Paulo

Polícia prendeu o suspeito de participar do assassinato do soldado da cavalaria da Polícia Militar Vaner Dias, dentro de uma academia, na zona leste da capital paulista

iG São Paulo |

Agentes da Polícia Civil de São Paulo prenderam, nesta segunda-feira (06), um suspeito de participar do assassinato do soldado da cavalaria da Polícia Militar Vaner Dias , de 44 anos, morto após ser baleado em uma academia, no dia 20 de junho, durante ataques de criminosos contra policiais e bases da PM, na região metropolitana de São Paulo.

Leia também:  Preso suspeito de matar policial militar na zona sul de São Paulo

O policial foi morto quando dava aula de jiu-jitsu em uma academia na avenida Carneiro Ribeiro, na Vila Formosa. Três homens entraram dizendo que estavam interessados em conhecer a academia e o executaram a tiros.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a prisão foi feita no Aeroporto Internacional de Guarulhos. Os policiais cumpriram um mandado de prisão temporária decretado pela Justiça durante as investigações.

A operação foi realizada pela equipe do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) que, por meio de um trabalho de inteligência policial, descobriu que J.O.S. voltava do Estado do Piauí em um avião, com sua esposa e filhos.

Com o apoio da Polícia Federal, os policiais se dividiram pelos corredores do aeroporto, cercando as possíveis rotas de fuga. J.O.S. foi preso assim que o avião pousou.

O suspeito foi encaminhado ao DHPP. Ele foi indiciado por homicídio doloso e permanece preso, à disposição da Justiça. A Polícia Civil prossegue as investigações para prender os outros dois suspeitos pelo crime.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG