PM reforçará segurança no Dia dos Pais em São Paulo

Segundo a Polícia Militar, o esquema especial contará com reforço de até 80% no número de soldados a partir de sábado à noite

Agência Estado |

Agência Estado

A Polícia Militar vai reforçar a segurança perto de bares e restaurantes de São Paulo no próximo domingo, Dia dos Pais. A ideia é evitar que novos arrastões sejam registrados em estabelecimentos da cidade. Segundo a PM, o esquema especial, que inclui reforço de até 80% no número de soldados, passa a valer na noite de sábado. O alvo serão bares da Vila Madalena e Pinheiros, na zona oeste, e Moema, Itaim-Bibi e Vila Olímpia, zona sul.

Leia também: São Paulo reforça segurança de bares no Dia dos Namorados com 390 policiais

Desde sexta-feira, a corporação tem realizado uma sequência de blitze nas ruas para capturar procurados e recuperar veículos roubados. Policiais que normalmente atuam no setor administrativo estão indo para o patrulhamento em busca de criminosos.

Balanço parcial mostra que, desde o primeiro dia dos bloqueios - com 4 mil homens -, 71 procurados voltaram para a cadeia. Trinta e cinco armas de fogo foram apreendidas. Outros 63 veículos roubados ou furtados foram recuperados.

"O grande objetivo foi mostrar que a polícia está presente, garantir a segurança das pessoas", diz o capitão Cleodato Moisés, porta-voz do Comando de Policiamento da Capital (CPC). Segundo ele, essa estratégia faz com que a ação de criminosos seja evitada. "Eles deixam de agir", afirma. A PM repete a tática adotada no Dia dos Namorados, de reforçar a segurança em datas especiais.

Leia também:  Churrascaria em São Paulo sofre arrastão

Moisés diz que no domingo a intenção é proporcionar um almoço tranquilo às famílias. "Essas datas sempre são motivo de preocupação e, por isso, policiais da área de cada bairro vão trabalhar com alguns focos."

Moradora da Vila Madalena, a assessora de eventos Patrícia Martins, de 43 anos, afirma que o bairro recebeu mais PMs no fim de semana. "Eu vi muitas viaturas paradas na esquina da Rua Aspicuelta com a Rua Harmonia. Além dos policiais que faziam segurança a pé. Na Fidalga, nunca vi tantos policiais juntos."

Patrícia diz que espera que o aumento do efetivo nas ruas não seja algo pontual. "Quero que seja assim para sempre. Me sinto mais segura. Fico até me perguntando: onde eles estavam até pouco tempo atrás?"

Para David Teixeira de Azevedo, professor de Direito Penal da Universidade de São Paulo (USP), a iniciativa da PM é válida, mas é preciso que as operações sejam mais frequentes. "Por menos crédito que a PM esteja, a presença do poder público na rua traz sensação de segurança", afirma. "Mas, se não fizerem direto, a criminalidade volta."

O diretor executivo da Associação Nacional de Restaurantes (ANR), Alberto Lyra, afirma que, desde que a PM passou a reforçar a patrulha em datas comemorativas - e também em dias normais -, o crime de arrastão "arrefeceu". "Melhorou bastante, e as pessoas estão começando a ir para restaurantes com mais tranquilidade." As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Leia tudo sobre: Dia dos PaissegurançaPolícia Militar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG