Nahum Sirotsky revive 'a melhor das melhores' em coletânea de Ruy Castro

Revista Senhor inovou pela "grandeza cultural e refino gráfico", disse seu criador e colunista do iG. Livro de jornalistas reúne os melhores momentos da publicação e é lançado hoje

Carolina Garcia - iG São Paulo | - Atualizada às

Divulgação
Jornalista Nahum Sirotsky

No improviso e a partir de uma conversa inesperada nasceu a revista brasileira 'Senhor', publicada, no Rio de Janeiro, entre os anos 1959 e 1964. Após 53 anos, o jornalista e colunista do iG Nahum Sirotsky , idealizador da publicação, acredita que nenhum diário alcançou a "grandeza cultural e o refino gráfico" da revista. “Foi tudo no improviso, tudo saiu da minha cabeça na hora”, explicou Sirotsky com tom de surpresa ao ver a Senhor perdurar por meio século.

Aos 33 anos, o jornalista já tinha projetos para inovar a imprensa brasileira. E sua atuação como correspondente internacional nos Estados Unidos, em 1945, serviria como inspiração para criar um novo modelo de semanário nacional. “Minha mulher (a atriz Beyla Genauer) conhecia pessoas importantes da editora Delta Larousse (que financiaria seu projeto) e me empurrou para falar com um dos donos, o Simon Waissman”.

Nahum Sirotsky: O dilema de Israel - atacar ou não o Irã?

Em uma festa, com o apoio de Beyla, Sirotsky teve a oportunidade de defender seu projeto para Waissman. “Na hora, ele me falou: ‘me conte suas ideias’. Soltei tudo ali, sem filtros. Precisava impressioná-lo. Foi quando ele virou e disse: ‘me traga uma boneca (molde) ’. Nunca tinha feito algo do tipo, quando vi, estava cercado de revistas francesas, americanas, tesoura e cola.” Da entrega do molde até a impressão do primeiro exemplar foram 40 dias.

Divulgação
Livro reúne os melhores artigos, poesias e contos

A Senhor teve vida curta. Durou apenas cinco anos, mas gerou conteúdo suficiente para rechear uma coletânea de artigos e publicações que formam o livro "O Melhor da Senhor - Uma Senhora Revista" , do jornalista Ruy Castro e da editora Maria Amélia de Melo, que será lançado, nesta terça-feira, na Livraria da Vila – unidade Fradique.

Sirotsky dirigiu a publicação durante os três primeiros anos. Aos 86 anos, o jornalista atua como correspondente do iG de Tel Aviv, em Israel, onde vive há mais de 10 anos. Em sua “interessante trajetória”, como ele mesmo definiu, Sirotsky cobriu oito guerras e foi torturado ‘por acidente’ pelos agentes do Dops nos tempos de Getúlio Vargas.

Jornalismo literário

A equipe editorial que formava a redação da Senhor, localizada na Travessa do Ouvidor, no Rio de Janeiro, era “a melhor das melhores”, credita Sirotsky. “Com a permissão de tocar o projeto, reuni pessoas excepcionais. Sempre com a inspiração na imprensa americana, a ideia era produzir a melhor revista jamais feita no Brasil.”

As reuniões de pauta eram tão intensas, conta Sirotsky, que vizinhos cogitavam chamar a polícia. Entre os assistentes, chamados ousadamente de editores (palavra ainda não utilizada na época) , estavam Clarice Lispector, João Guimarães Rosa, Paulo Francis, Sérgio Magalhães Gomes Jaguaribe, Jaguar, Glauco Rodrigues, Carlos Scliar, Caio Mourão e Bea Feitler. Também colaboravam Rubem Braga, Carlos Drummond de Andrade, Josué de Castro, Fernando Sabino, Millôr Fernandes, Paulo Mendes Campos, Jorge Amado, Ziraldo, Carlos Heitor Cony e Vinicius de Moraes.

Já nas primeiras reuniões estavam definidas as principais regrais editorais: todo o número da revista teria uma novela completa, a capa seria uma obra de arte (literalmente) , publicar fotos de garotas sempre bem vestidas e não de biquíni (o óbvio já mostrou tudo) e anúncios seriam descartados, caso não seguissem o design gráfico.

“Tais decisões podem soar óbvias, mas naquele tempo eram impensáveis. Nossa filosofia era oferecer o melhor sem extravasar. Deixar o leitor comer tranquilamente e terminar a refeição com vontade de mais”, explicou. Com o primeiro exemplar nas mãos, Sirotsky confessa não ter conseguido conter o orgulho. “Eu tive um acesso de choro. A Senhor conseguiu sacudir o Brasil inteiro.”

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG