Preso mais um suspeito de matar policial durante onda de ataques de junho em SP

Homem de 24 anos foi preso em flagrante ao dirigir um caminhão que havia sido roubado na capital paulista. Ele é suspeito de matar um policial militar durante onda de ataques em junho

iG São Paulo |

Policiais militares de São Paulo prenderam em flagrante, nesta sexta-feira (13), por roubar um caminhão, o cobrador C.F.S., de 24 anos. Ele também é suspeito de matar um policial militar durante a onda de ataques contra as forçãs de segurança, no mês passado. Após a execução de ao menos sete PMs no mês passado, ônibus incendiados e outros ataques a bases, agentes que fazem o patrulhamento trabalharam em alerta total no Estado.

Leia também:  Polícia prende suspeito de arrastão em condomínio em São Paulo

Contra o suspeito existe um mandado de prisão temporária de 30 dias. O homem será ouvido pela Divisão de Homicídios do Departamento Estadual de Proteção à Pessoa (DHPP).

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), policiais militares foram informados que um caminhão com rastreador tinha saído da rota e seguia para Cidade Tiradentes, na zona leste de São Paulo. Quando avistaram um veículo com as mesmas características passando pela contramão em alta velocidade na avenida dos Metalúrgicos, seguido de um Fiat Stilo preto, os PMs seguiram os veículos e quando abordaram o motorista do caminhão.

Mais: Polícia apreende adolescente suspeito de matar PM que reagiu a assalto em SP

Segundo a polícia, o homem disse que se chamava J.L.C. e apresentou um documento de identidade aos policiais. As placas do caminhão foram verificadas e os PMs perceberam que o lacre de segurança estava rompido.

Os policiais consultaram o número do chassi do veículo e descobriram que ele tinha sido roubado. Então o motorista confessou que o documento que apresentou era falso e que seu verdadeiro nome era C.F.S. O suspeito disse que recebeu dinheiro de um desconhecido para levar o caminhão até Itaquera.

Ele foi encaminhado para a Central de Flagrantes da 8ª Seccional, onde foi registrado um boletim de ocorrência de roubo, localização/ apreensão e entrega de veículo, receptação e uso de documento falso. Na delegacia, as vítimas, um motorista, de 54 anos, e seu filho, de 28, não o reconheceram como participantes do roubo.

De acordo com a SSP, o motorista contou que estava no Parque São Rafael, quando um Celta prata parou na frente do caminhão e três homens encapuzados saíram do carro e renderam as vítima, um deles estava armado. Eles fugiram com o caminhão.

Outros suspeitos colocaram pai e filho dentro do Celta e deram voltas no bairro até as 8h, quando as vítimas foram deixadas no Jardim Vilma Flores. Segundo os dois, não foi possível o reconhecimento do suspeito porque o trio estava com o rosto coberto e a ação foi muito rápida.

Ataques

Os ataques em São Paulo acompanham uma onda de arrastões na cidade e, pelo terceiro mês consecutivo, a capital paulista observou um aumento no número de homicídios dolosos: 21% em comparação ao mesmo mês no ano passado.

Pelo menos sete mortes de policiais aconteceram desde 30 de maio. Seis delas no espaço de 12 dias. Veja abaixo quais foram os sete policiais executados, em uma sucessão de crimes.

    Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG