Piloto mata vizinho em condomínio de luxo no interior de São Paulo

Homem foi encontrado pela polícia e confessou o crime; vizinho foi atingido por dois tiros após discussão

iG São Paulo | - Atualizada às

O comerciante Olavo Macedo Júnior, 40 anos, foi morto pelo piloto de avião João de Almeida, de 59 anos, após uma briga na tarde do sábado (30) em um condomínio de luxo em Atibaia, no interior de São Paulo.

Macedo teria pedido ao vizinho que dirigisse mais devagar pelas vias do condomínio, o que gerou a discussão. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP), testemunhas relataram que os dois vinham se desentendendo havia algum tempo. Na discussão, o comerciante quebrou, com uma pedra, o parabrisa do carro de Almeida, um Azera prata.

José de Almeida disse, em depoimento, que perdeu a cabeça e deu dois tiros no vizinho, um deles atingiu a cabeça e o outro feriu o braço direito. Macedo chegou a ser socorrido na Santa Casa da cidade, mas não resistiu aos ferimentos.

O piloto fugiu do condomínio e foi parado por policiais militares em uma rua próxima. Almeida confessou o crime e disse ter jogado a arma pela janela, mas ela foi encontrada pelos policiais dentro do veículo. O piloto foi detido na Cadeia Pública de Piracaia, interior de São Paulo.

Segundo informações da polícia, João de Almeida seria transferido na segunda-feira (2) para o presídio de Jundiaí. A SSP não soube informar, até esta quarta-feira, se o piloto já foi removido da cadeia de Piracaia.

Veja mais:


    Leia tudo sobre: Pilotohomicídioviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG