São Paulo tem recorde de 41 flagrantes da lei seca por dia

De acordo com a PM, a zona sul é a região mais crítica no quesito desrespeito, com destaque para a Vila Olímpia e o Itaim-Bibi

Agência Estado |

Agência Estado

O número de pessoas flagradas dirigindo bêbadas neste ano na capital pela Polícia Militar já supera o total de todo o ano passado. Segundo balanço divulgado pela PM, foram 7.118 autuações até segunda-feira (41,8 em média por dia). Em 2011, de janeiro a dezembro, houve 6.531 flagrantes. No balanço de quatro anos da lei, que entrou em vigor em junho de 2008, a média é de três prisões por dia na cidade.

Arquivo
Policiais fazem blitz da lei seca

Os números confirmam tendência já apontada em fevereiro: a proporção de motoristas flagrados pelas blitze da PM, em relação ao total de motoristas submetidos ao teste do bafômetro, está crescendo. No ano passado, apenas 2,95% das pessoas submetidas ao teste estavam bêbadas. Neste ano, o porcentual chega a 6,5%.

Para a Polícia Militar, o aumento dos flagrantes não quer dizer que o paulistano está respeitando menos a lei seca. O capitão Paulo Oliveira, do Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran), afirma que neste ano as blitze têm sido direcionadas para os pontos da cidade onde o número de flagrantes é maior. "É um aprimoramento e um direcionamento das ações", afirma. "Se em um ponto há registro de quatro flagrantes e em outro há 40, direcionamos as ações para o lugar com mais desrespeito à lei", explica.

Leia também:

STJ decide que apenas bafômetro e exame de sangue provam embriaguez

Aprovado na Câmara projeto que amplia provas e dobra multa da Lei Seca


Ainda de acordo com a PM, a zona sul é a região mais crítica da cidade no quesito desrespeito, com destaque para a região da Vila Olímpia e do Itaim-Bibi, seguido pela Vila Madalena, na zona oeste. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: lei secabafômetrosão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG