Após matar dois suspeitos durante troca de tiros em assalto, comerciante de 28 anos será indiciado por homicídio. Por decisão da Justiça, ele responderá em liberdade

O dono de uma loja de informática Jeferson Fiúza de Moraes, de 28 anos, foi preso e será indiciado pelo homicídio de Adriano Francisco Santiago, de 25 anos, e V.M.L., de 17 anos, mortos durante um assalto que praticavam no estabelecimento de Moraes, na tarde de quarta-feira, por volta das 18h, na rua Valter Ribeiro Marrani, em Cidade Dutra, em São Paulo.

Leia também: 
Policial civil reage a assalto e é baleado na zona norte do Rio
PM reage a tentativa de assalto e 3 morrem em Osasco

Segundo a polícia, a dupla, que estaria armada, anunciou o assalto ao local, mas o dono também possuía uma arma. Durante troca de tiros, Moraes teria atingido os dois invasores. Ele também acionou a Polícia Militar, que providenciou o resgate dos dois suspeitos até o pronto-socorro do Hospital do Grajaú, mas eles não resistiram aos ferimentos.

Moraes foi detido e será indiciado por homicídio. No fim da tarde desta quinta-feira, a Justiça paulista concedeu o alvará de soltura para o comerciante, que deve responder ao processo em liberdade.

A Polícia Civil requisitou exames do Instituto de Criminalística (IC) para o local e as armas usadas pela dupla e pelo comerciante foram apreendidas para exames.

Com o adolescente, foram encontrados R$ 111 que teriam sidos roubados do estabelecimento. Foram solicitados exames residuográficos para a dupla e para o comerciante.

De acordo com o dono do estabelecimento, pessoas em um carro Fiat Uno vermelho faziam cobertura para o menor e Adriano. O caso foi registrado no 98º Distrito Policial (Jardim Miriam) como homicídio simples e tentativa de roubo. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.