Advogada acelera o carro em assalto e é morta em São Paulo

Vítima foi atingida com um tiro na cabeça. Ela chegou a ser levada para um hospital, mas não resistiu

Agência Estado | - Atualizada às

Agência Estado

selo

Depois de se assustar com um assaltante que encostou em seu veículo, a advogada Renata Fabiana de Campos Moraes, de 38 anos, acelerou e acabou baleada pelo criminoso, na Rua Vergueiro, altura do número 9113, no Ipiranga, zona sul de São Paulo. Socorrida no Hospital Ipiranga, na noite de domingo (17), ela morreu.

Leia também: 

Jovem é baleado durante assalto nos Jardins, em São Paulo

Jovem reage a assalto e é baleado na zona sul de São Paulo

De acordo com a polícia, Renata chegava em casa em seu Fox preto, na companhia da amiga Carolina Martins Nascimento de Moraes, às 21h15, quando criminosos se aproximaram do carro. O homem que estava perto da porta de Renata anunciou o assalto. A advogada acelerou o veículo e foi atingida com um tiro na cabeça. O carro ainda percorreu alguns metros, até colidir com outros quatro automóveis estacionados na rua. Segundo uma testemunha, ela foi abordada por três homens.

Levada para o Hospital Ipiranga, ela não resistiu ao ferimento e morreu. Carolina foi internada no mesmo hospital em estado de choque. O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

    Leia tudo sobre: crimemorteviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG