Sumiço de menina em igreja ainda é mistério para polícia

Polícia detém três homens, mas nenhum foi reconhecido pelo irmão de Brenda da Silva, de 4 anos

Agência Estado |

Agência Estado

Após a divulgação do retrato falado do homem que teria levado Brenda Gabriela da Silva , de 4 anos, da Igreja Pentecostal Deus é Amor, no Cambuci, na região central de São Paulo, três homens foram detidos nesta quinta-feira para averiguação. Mas nenhum deles foi reconhecido como o que teria levado a menina. Um deles, no entanto, era foragido da Justiça e continua preso no 8.º DP (Brás). Os outros dois foram liberados à noite.

A descrição do suspeito foi feita pelo irmão de Brenda, de 8 anos. Ele disse que um homem que estava perto da menina até teria passado a mão nos seus cabelos minutos antes de ela sumir da igreja.

A diarista Geissa Maria da Silva, de 31 anos, disse que foi à igreja na tarde de sábado pedir uma oração para o filho mais novo, de 9 meses. Além do bebê, ela levou o casal de filhos. A diarista também é mãe de uma menina de 11 anos e de uma adolescente de 14. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: desaparecimentoigrejacriança

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG