Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências, fenômeno é muito comum de ocorrer nesta época do ano

Estadão Conteúdo

selo

Neblina na rodovia Dutra, em São José dos Campos (SP)
Futura Press
Neblina na rodovia Dutra, em São José dos Campos (SP)

O nevoeiro que encobriu a cidade nesta madrugada também atingiu o Vale do Paraíba, causando acentuada restrição da visibilidade na região, inclusive nas rodovias Presidente Dutra e no complexo Ayrton Senna/Carvalho Pinto, segundo a Climatempo. A visibilidade começou a diminuir já durante a noite de segunda-feira, mas a partir da meia-noite a redução foi cada vez maior.

Leia também:  Neblina fecha aeroporto de Congonhas para pousos nesta manhã

Na região de São José dos Campos, a visibilidade horizontal no aeroporto local não passou dos 300 metros durante toda a madrugada até pouco antes das 7h30 desta manhã. Na altura de Taubaté, pela medição do aeroporto, a visibilidade horizontal ficou entre 200 e 400 metros, das 7h até pouco antes das 9h35, quando aumentou para 800 metros. Na região de Guaratinguetá, segundo a Climatempo, a visibilidade às 9h ainda era de 500 metros no aeroporto local, mas chegou a 200 metros pouco depois das 6h30 da manhã.

Segundo informações do meteorologista do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), Michel Pantera, esse fenômeno é muito comum de ocorrer nesta época do ano. De acordo com Pantera, "quanto mais cedo um nevoeiro começa a se formar, mais tempo ele leva para se dissipar".

De acordo com o CGE, a neblina começou a se formar no início da noite de segunda-feira, e "por causa da falta de vento, que ajuda a dissipar o nevoeiro, baixas temperaturas e a umidade, ele foi ficando cada vez mais denso", explica o meteorologista.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.