Imóvel do empresário Oscar Maroni estava interditado desde 2007 por decisão do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab

Imóvel do empresário Oscar Maroni onde funcionava a boate Bahamas, em São Paulo
AE
Imóvel do empresário Oscar Maroni onde funcionava a boate Bahamas, em São Paulo
Por 16 votos favoráveis e cinco contrários, o órgão especial do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) cassou a decisão do prefeito Gilberto Kassab (PSD) que negou o habite-se (certificado de conclusão de obra) ao imóvel do empresário Oscar Maroni onde funcionava a Boate Bahamas, em Moema, na zona sul da capital paulista.

Leia também: Dono da boate Bahamas é condenado a 11 anos e 8 meses de prisão

O imóvel está interditado desde 2007 por decisão do próprio prefeito. A maior parte do colegiado de desembargadores seguiu o voto do relator desembargador Sérgio Jacintho Guerrieri Rezende, que atendeu ao pedido do empresário Oscar Maroni e cassou o ato administrativo de Kassab.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.