Polícia prende mulher suspeita de matar filha de 6 anos em ritual em SP

De acordo com a polícia, corpo de criança foi encontrado ao lado da mãe e de uma outra mulher que rezavam e falavam linguas desconhecidas

iG São Paulo |

Policiais civis da 5ª Delegacia de Polícia de Repressão aos Crimes Contra Criança e o Adolescente do Departamento de Homicídios (DHPP) de São Paulo prenderam nesta segunda-feira uma mulher suspeita pelo assassinato da própria filha, de 6 anos.

Rio de Janeiro: Polícia prende mãe suspeita de mandar matar o filho

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), em outubro de 2010, o marido da suspeita encontrou o corpo da filha junto com a mulher e uma vizinha dentro de um quarto onde as duas estariam trancadas há dois dias rezando sem parar. A menina estava nua, deitada num colchão e coberta por um lençol.

Os agentes que atenderam a ocorrência disseram que, enquanto eram levadas para a delegacia, a mãe e a vizinha não paravam de falar em línguas desconhecidas. Segundo a polícia, quando foram ouvidas, as duas diziam não se lembrar de nada do que aconteceu no quarto. Mas segundo o laudo do Instituto Médico Legal (IML), a morte foi causada por asfixia/sufocação pela própria mãe da criança.

A mãe da menina está presa em Franco da Rocha e a amiga está foragida. Segundo a delegada responsável pelo caso, Cintia Popília Tucunduva Gomes, a mãe da criança que não manifestou qualquer tipo de sentimento ou arrependimento pelo ato praticado. A vizinha segue foragida.

    Leia tudo sobre: grajaúmorte de meninamãe presa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG