Metroviários de SP prometem entrar em greve na próxima quarta-feira

Categoria rejeito proposta de reajuste salarial oferecida pelo Metrô de São Paulo. Nova assembleia na terça-feira (22) irá reavaliar a decisão

iG São Paulo |

Os metroviários de São Paulo decidiram em assembleia na noite de quarta-feira (16) rejeitar a proposta de reajuste salarial oferecida pela Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) e aprovar o indicativo de greve a partir da próxima quarta-feira (23). Uma nova assembleia foi marcada para terça-feira (22) a fim de reavaliar a decisão pela greve.

Leia também: Trens batem e deixam feridos na Linha Vermelha do Metrô em SP

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários e em Empresas Operadoras de Veículos Leves sobre Trilhos no Estado de São Paulo, o Metrô propôs reajuste salarial de 4,15%, aumento real de 0,50%, e reajuste de 4,15% para o vale-refeição, vale-alimentação e auxílio-creche.

O sindicato ressalta que a categoria pretende alcançar 5,13% de reajuste salarial, 14,99% de aumento real, vale-alimentação de R$ 280,45 e reajuste de 23,44% para o vale-refeição.

Acidente na Linha Vermelha

Uma colisão entre dois trens interrompeu parcialmente o funcionamento da Linha 3-Vermelha do Metrô, na zona leste de São Paulo, por quase 5 horas. O acidente ocorreu na região da estação Carrão por volta das 9h50 desta quarta-feira.

A Secretaria da Saúde do município informou que 103 pessoas foram atendidas após o acidente . Segundo a nota, todas as vítimas passaram por atendimento em hospitais municipais, mas como nenhum caso era grave, todas tiveram alta.

*com Agência Brasil

    Leia tudo sobre: metroviáriosgrevemetrôsp

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG