Greve de vigilantes fecha bancos e deixa parques sem segurança em São Paulo

Agências da Caixa Econômica Federal ficaram fechadas no Estado. Guarda Civil Metropolitana fez ronda em parques sem vigilantes

iG São Paulo |

A paralisação de vigilantes da empresa Capital Segurança, que faz o serviço tercerizado de segurança para bancos e parques de São Paulo, deixou diversos pontos do Estado sem o serviço de vigilância nesta sexta-feira. No interior e na Grande ABC, parte das agências da Caixa Econômica Federal não abriu as portas por falta de seguranças.

Ano passado: Vigilantes em greve deixam mais de cem agências da Caixa sem funcionar no Rio

AE
Um dos veículos tombados pelos vigilantes em protesto nesta sexta-feira
Segundo os grevistas, os funcionários da empresa estão sem receber há dois meses. Reclamando por atraso nos salários, manifestantes tombaram dois veículos da Capital Segurança durante um protesto na rua Freire da Silva, no bairro do Ipiranga, na frente da sede da empresa, na zona sul de São Paulo.

Além das agência bancárias, a Capital Segurança presta serviço com vigilantes em diversos parques da capital paulista. A empresa é responsável pelo serviço em élos menos dez parques da região norte da capital, além do Parque do Ibirapuera. Guardas civis metropolitanos fazem a segurança temporariamente, segundo a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente.

    Leia tudo sobre: vigilantesgrevebancosparquesparalisação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG