Cordão causou enforcamento de ator morto na Paixão de Cristo, diz perícia

Segundo a polícia, equipamentos emprestados pelo Corpo de Bombeiros não apresentaram defeitos; Thiago Klimeck interpretava Judas em encenação de Itararé, interior de SP

iG São Paulo |

Perícia da Polícia Civil de Itapeva indicou que o ator Thiago Klimeck, morto durante encenação da Paixão de Cristo na cidade de Itararé, interior de São Paulo, foi sufocado pelo cordão que prendia seu figurino. A túnica usada não era presa nas encenações anteriores, mas o ator decidiu amarrá-la com cordão semelhante a um cadarço de náilon, explicou o delegado de Itararé, José Victor Bacetti.

Leia mais: Ator se enforca acidentalmente em encenação da Paixão de Cristo

Sandro Azevedo/Virtual Guia
Ator Thiago Klimeck em cena da Paixão de Cristo, encenada em Itararé

A polícia utilizou manequim com características semelhantes às do ator e os mesmos equipamentos da encenação para realizar a perícia concluída nessa quinta-feira. Segundo o delegado, os equipamentos cedidos pelos bombeiros para a encenação não apresentaram nenhum defeito.

“A conclusão era esperada e confirma o laudo do IML (Instituto Médico Legal)” diz Bacetti. Segundo ele, o cordão já havia sido apontado como causa do acidente pelas testemunhas ouvidas durante o inquérito.

Entenda o caso

Durante apresentação teatral da Paixão de Cristo na sexta-feira dia 6 de abril, o ator Thiago Klimeck se enforcou acidentalmente. Ele interpretava o personagem Judas Iscariotes e se confundiu com os nós das cordas no cenário.

O ator, de 27 anos, que estava em um cenário que imitava uma pedra, ficou quatro minutos desacordado. Os demais atores não perceberam de imediato o acidente, porque o ator deveria fingir que estava morto.

O fotógrafo Sandro Azevedo, que estava presente durante a apresentação e registrou a cena de Thiago, disse que poucas pessoas que assistiam ao espetáculo perceberam o que ocorrera.

"É uma situação complexa, porque o papel dele era fingir o que acabou acontecendo de verdade. Ele não se debateu, nem nada. Ele desceu uma escadinha, montada como se fosse uma rocha, e saltou de lá. Abaixou a cabeça, como se não tivesse acontecido nada."

Segundo Sandro, depois que uma atriz colocou um véu na cabeça de Thiago, algumas pessoas que estavam em volta começaram a estranhar que o ator continuava na mesma posição. "As pessoas estranharam e chamaram a Guarda Municipal. Eles cortaram a corda e levaram para o hospital."

Socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Klimeck foi internado em estado grave na Santa Casa da cidade. O ator morreu no domingo, 22 de abril, no fim da tarde, segundo informou a Santa Casa de Itapeva em nota.

Tiago estava internado há 17 dias em estado grave na UTI do hospital da cidade vizinha e permanecia em coma profundo e respirado com a ajuda de aparelhos desde o incidente, ocorrido no feriado da Sexta-Feira da Paixão.

    Leia tudo sobre: Paixão de CristoItararéThiago Klimeck

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG