Chuva e vento deixam litoral de SP em estado de alerta

Ventos que atingiram a 105 km/h derrubaram árvores, ruas ficaram alagadas por causa da forte chuva

AE |

selo

A frente fria que derrubou as temperaturas no feriado prolongado provocou fortes ventos e derrubou árvores no litoral norte de São Paulo. A Defesa Civil decretou estado de alerta em São Sebastião, a cidade mais atingida. Na madrugada de hoje, o órgão registrou quedas de árvores em alguns bairros da região sul. A Praia de Juqueí foi a mais atingida, onde nove árvores foram derrubadas pelos ventos, que segundo a Defesa Civil chegaram a 108 km/h.

A chuva não deu trégua durante todo o final de semana prolongado, frustrando a expectativa de turistas que planejavam passar o feriado na região. Diversas ruas ficaram alagadas, principalmente nas praias de Paúba e Camburi. A Defesa Civil está monitorando áreas de risco localizadas nos bairros de Maresias, Juqueí, Boiçucanga e Itatinga. De acordo com o órgão, desde as 17h15 da última sexta-feira até as 18h desta terça-feira, choveu 87,3 mm. A média mensal é de 80 mm.

"Tivemos muitas chuvas isoladas durante este período, com média de duração de meia hora, o que provocou o alagamento de diversas ruas. Muitas casas foram danificadas pelos ventos e pela queda das árvores", disse o coordenador da Defesa Civil, Carlos Eduardo dos Santos. Segundo ele, a retirada das árvores deve continuar durante toda quarta-feira.

Em Ilhabela, 12 árvores também foram derrubadas pelo vendaval. No final de semana, o serviço de travessia por balsas chegou a ser interrompido por causa do vento e das fortes correntezas provocadas pela frente fria. Algumas áreas da cidade foram alagadas pelas águas do mar, que invadiram as ruas por meio dos canais de águas pluviais. Em Caraguatatuba, dezenas de ruas da região sul ficaram completamente alagadas, prejudicando o trânsito de carros e pedestres.

    Leia tudo sobre: chivasão paulolitoralestado de alerta

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG