Polícia Federal prende 8 suspeitos de fraudar o INSS em São Paulo

Segundo a PF, grupo articulou o pagamento irregular de mais de R$ 8 milhões em benefícios da Previdência Social

iG São Paulo |

A Polícia Federal (PF) em São Paulo prendeu, nesta quarta-feira, oito pessoas suspeitas de integrar uma quadrilha responsável pela emissão e recebimento fraudulento de benefícios da Previdência Social (INSS). Mais de 100 policiais ainda cumprem 28 mandados de busca e apreensão nas cidades de São Paulo, Guarulhos, Jundiaí, Valinhos e Campinas.

Outra ação: PF prende 12 pessoas em operação contra fraudes no INSS
Rio de Janeiro: Polícia Federal realiza operação contra fraudadores do INSS

PF/Divulgação
Agentes durante operação nesta quarta-feira em São Paulo
Segundo a PF, a investigação começou em outubro de 2011 e partiu de informações inconsistentes nos bancos de dados da Previdência Social. Os benefícios fraudulentos eram solicitados sempre junto à mesma agência da Previdência Social e concedidos pelos mesmos servidores. 

A investigação policial identificou que o grupo agia de duas maneiras diferentes. Para os benefícios assistenciais eram obtidas declarações falsas de familiares dos beneficiários. Para a concessão de aposentadoria por tempo de serviço e pensão por morte, era feita a conversão irregular de tempo de serviço especial ou, ainda, a inserção de vínculos ou recolhimentos fictícios no sistema informatizado da Previdência.

Para a PF, mais de R$ 8 milhões teriam sido pagos em benefícios irregulares. Os envolvidos responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de formação de quadrilha, corrupção passiva, corrupção ativa, falsidade documental, estelionato qualificado e inserção de dados em sistemas de informação ou documentos previdenciários, cujas penas variam de 1 a 12 anos de prisão.

    Leia tudo sobre: INSSpolicia federalpfprevidencia social

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG