Governo de SP quer parceria público-privada para obra de monotrilho

Segundo Alckmin, o governo tem R$ 400 milhões para linha que vai ligar São Paulo a São Bernardo

AE |

selo

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse nesta terça-feira que pretende fazer uma parceria público-privada (PPP) para a execução da obra da linha de monotrilho que vai ligar São Bernardo do Campo a São Paulo.

"Temos R$ 400 milhões para a linha 18, que é uma nova linha de monotrilho, saindo de São Paulo indo até São Bernardo do Campo, atendendo também São Paulo, Santo André e São Bernardo e R$ 1,2 bilhão de financiamento pela Caixa Econômica Federal para a mesma linha. A linha 18 do metrô é uma linha importante, são 20 estações, 19 km e capacidade para 270 mil passageiros por dia, vai beneficiar muito a região metropolitana de São Paulo", disse Alckmin.

Saiba como o monotrilho vai impactar áreas importantes de São Paulo

De acordo com o governador, a linha deve custar R$ 3,2 bilhões. "Como são só R$ 400 milhões (do governo federal), os outros R$ 2,8 bilhões o Estado vai ter de pôr, nós pretendemos fazer uma parceria público-privada", disse Alckmin.

Em conversa com jornalistas, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), defendeu os investimentos em transporte público. "Tem investimentos importantes para cidade de São Paulo. Viemos agradecer o governo federal no momento em que a cidade de São Paulo adquiriu uma dimensão tal que a mobilidade é fundamental que seja atendida através de projetos de transporte de massa como metrô, principalmente, e corredor".

    Leia tudo sobre: alckminmetrômonotrilho

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG