Explosão de garrafa de refrigerante gera indenização de R$ 10 mil

Segundo cliente, ao puxar uma Coca-Cola que estava em um engradado de refrigerantes, a garrafa explodiu e feriu seu olho direito

iG São Paulo |

A 4ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve a sentença em primeira instância que condenou 'Staipa – Indústria Brasileira de Bebidas', fabricante da Coca-Cola, a indenizar um cliente que se feriu por uma explosão em garrafa de Coca-Cola, em Morte Aprazível, no interior de São Paulo.

Leia também:
Playcenter é condenado a pagar indenização por acidente com criança
TJ condena parque de diversões a pagar R$ 15 mil após acidente com criança

De acordo com o pedido, C.J.L.J ajuizou ação de indenização alegando que, ao puxar um engradado de refrigerantes, uma das garrafas explodiu, lesionando seu olho direito, o que gerou redução visual de 50% do olho atingido e a dificuldade de exercer funções que necessitam de visão binocular. A ação foi julgada parcialmente procedente para condenar a empresa ao pagamento de R$ 10 mil a título de danos morais.

Mas as duas partes apelaram da decisão. A empresa alegou que a quantia determinada foi excessiva. Já a vítima queria o aumento do valor para 100 salários mínimos.

Os recursos, no entanto, foram julgados improcedentes pelo desembargador Carlos Teixeira Leite Filho, que entendeu que a indenização atendeu sua dupla função, de reparar o prejuízo e punir o ofensor. “Observo que o valor de R$ 10 mil, tendo em vista a capacidade socioeconômica das partes, principalmente do autor que é beneficiário da justiça gratuita, e as consequências do evento danoso, atende a esses requisitos e não merece reforma”, sentenciou.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG