Corpo de ator que interpretou Judas será enterrado nesta tarde em SP

Tiago Klimeck morreu no domingo após ficar 17 dias em coma. Polícia investiga enforcamento acidental durante encenação da Paixão de Cristo em Itararé

iG São Paulo |

O corpo do ator Tiago Klimeck, de 27 anos, que se enforcou acidentalmente durante encenação da Paixão de Cristo em Itararé, interior de São Paulo, será enterrado nesta segunda-feira. A cerimônia está marcada para as 16h e será realizada no Cemitério Municipal de Itararé. Klimeck morreu no domingo (22) após ficar pelo menos 17 dias em coma profundo.

Leia também: Ator se enforca acidentalmente em encenação da Paixão de Cristo

Durante o período da internação na Santa Casa de Itapeva, no interior paulista, um exame realizado apontou que, apesar das lesões cerebrais, o ator tinha atividade cerebral e até mexeu um braço , o que deu esperanças à família. Um cunhado chegou a dizer que a família acreditava na recuperação de Klimeck. Antes desse exame, uma tomografia revelou que o ator tinha lesões causadas pela falta de oxigênio no cérebro.

Acidente

De acordo com testemunhas e integrantes do grupo teatral, durante a apresentação, Tiago vestia um colete com uma cadeira de segurança na qual ele deveria se sentar durante a cena que simulava o enforcamento. Essa cadeira era fixada em uma corda de seis metros, cuja outra extremidade estava amarrada a uma árvore.

Leia também: 'Ele fez tudo o que era para ser feito', diz ator que interpretou Jesus na peça

Acredita-se que, no momento em que Tiago se jogou da escada montada abaixo da árvore, uma peça de seu vestuário enroscou-se na corda, provocando o enforcamento.

Tiago ficou cerca de quatro minutos enforcado sem que ninguém notasse o incidente. “Comecei a falar com o Tiago e pedi para ele ajudar a gente a tirar a corda (do pescoço, após a cena). Quando percebi que ele não respondia, eu e outros atores chamamos por socorro", disse ao iG Janaína Carvalho, uma das integrantes do grupo teatral, dois dias depois do ocorrido.

Essa era a segunda vez que o grupo usava a cadeira de segurança durante o espetáculo e a terceira em que Tiago interpretava Judas.

A polícia já ouviu cinco testemunhas, inclusive um comandante do Corpo de Bombeiros, já que a corporação emprestou o equipamento de segurança ao ator. O empréstimo foi confirmado pelo sargento Eduardo Seiji, que não concedeu entrevistas por ordens de seus superiores de Sorocaba, onde o equipamento vai passar por perícia no Instituto de Criminalística (IC).

    Leia tudo sobre: judasatortiago klimeckforcapaixao de cristo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG