Juiz mantém casal de Bauru na cadeia e acata denúncia de promotor

Advogado Sandro Fernandes é acusado de abusar dos dois filhos e de mais três pessoas. Defesa diz que decisão do juiz afronta Constituição

Kelli Franco, especial para o iG |

O juiz Jaime Ferreira Menino, da 2ª Vara Criminal de Bauru, negou no final da tarde desta quinta-feira o pedido de revogação da prisão preventiva do advogado Sandro Fernandes, 45 anos, e Fernanda Gomes Fernandes, 40, presos desde a última sexta-feira, logo após prestar depoimento na DDM (Delegacia de Defesa da Mulher). A defesa do casal estava convencida da soltura dos dois e criticou a decisão.

Leia também: Promotor de Bauru diz que advogado abusou de uma 5ª vítima

O advogado Hélio Marcos Pereira Júnior afirmou que a defesa continua batalhando e não vai desistir enquanto os dois não forem soltos. Sandro está na Cadeia Pública de Barra Bonita, única da região que recebe acusados de crimes sexuais, e Fernanda está na Cadeia Feminina de Avaí, onde permanece separada das outras presas em tempo integral.

“A decisão do juiz afronta o princípio constitucional de presunção de inocência”, disse Hélio, minutos depois de tomar conhecimento da decisão do juiz. A defesa já protocolou um pedido de habeas corpus no Tribunal de Justiça em São Paulo desde segunda-feira, mas o resultado deve sair em, no mínimo, 15 dias. “Agora não há o que fazer”, lamentou Hélio.

O juiz também aceitou a denúncia do promotor Hércules Sormani Neto sobre o caso. Hércules ressaltou que "o laudo psicológico indica que as vítimas não mentem”. A defesa afirmara que a filha de Sandro estava interessada no dinheiro e fez um depoimento convincente porque estudou teatro .

Agora, os acusados serão comunicados da denúncia contra eles e assim, que forem notificados, terão 10 dias para apresentar defesa. O juiz também vai marcar data para que comecem a ser ouvidas testemunhas tanto de defesa quanto de acusação.

Sandro Fernandes é acusado de abusar do filho de 9 anos, da filha, uma estudante de Direito de 19 anos, da cunhada, de 18 anos, e de uma sobrinha, de 14 anos. Uma quinta vítima também consta no processo, que está em segredo de Justiça. A informação foi confirmada pelo promotor Hércules. A quinta vítima seria uma empregada da família.

Fernanda é acusada de ter sido conivente com os abusos e, por isso, responderá como coautora dos crimes e está sujeita às mesmas penas de Sandro.

Wilian Olivato / Futura Press
A mulher de Sandro, Fernanda Fernandes

    Leia tudo sobre: violência contra a mulherabuso sexualbauru

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG