SP tem congestionamento recorde de 229 km à noite

O índice de congestionamento em São Paulo atingiu hoje um novo recorde no ano para o período da noite. Às 19 horas, as vias da capital paulista acumulavam 229 quilômetros de lentidão, o equivalente a 27,5% dos 835 quilômetros monitorados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e acima da média para o horário, de 23,3%.

Agência Estado |

Antes, o pior índice deste ano, de 221 quilômetros, havia sido registrado às 19 horas do dia 13.

Segundo a CET, o trânsito complicado foi causado pelo excesso de veículos, chuva e um acidente que ocorreu à tarde na pista expressa da Marginal do Tietê, na altura da Ponte Júlio de Mesquita Neto, no sentido Rodovia Castelo Branco. Um caminhão-tanque tombou na via após se chocar com três carros e uma motocicleta. A carga de óleo vegetal transportada caiu na pista. Das quatro faixas da marginal, duas ficaram interditadas durante toda a tarde. Já a chuva causou 20 pontos de alagamento na capital - três deles em situação intransitável.

Na noite de hoje, a Marginal do Tietê reunia as três maiores filas de engarrafamento da cidade - duas eram no sentido da Castelo: 15,4 quilômetros na pista expressa, entre o Viaduto Imigrante Nordestino e a Ponte da Freguesia do Ó, e 13,5 km na local, entre as Pontes Aricanduva e da Freguesia do Ó. O terceiro, de 10,9 km na pista local, era no sentido contrário, da Rodovia Ayrton Senna, entre as Pontes Nova Fepasa e Cruzeiro do Sul.

O motorista também enfrentava tráfego ruim na Marginal do Pinheiros, que estava congestionada por 10,6 km, entre as Pontes Eusébio Matoso e Transamérica, no sentido Interlagos. No Corredor Norte-Sul (formado pelas Avenidas 23 de Maio, Rubem Berta e Moreira Guimarães), eram verificados 8,7 km de morosidade, do Viaduto João Julião da Costa Aguiar até a Praça da Bandeira, no sentido Santana.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG