Um surto de micobactéria registrado após vacinações está sendo investigado pela Secretaria da Saúde de São Paulo. As notificações foram feitas pela prefeitura de Andradina, 640 km a noroeste da capital paulista, que registrou as ocorrências em 35 pacientes vacinados na cidade.

Das vítimas, 19 vão precisar de cirurgia plástica. As infecções por micobactéria têm sido associadas a cirurgias plásticas, videocirurgias e cirurgias abdominais.

Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações, Vicente Amato Neto, não havia registro de ocorrências após vacinação. Segundo o Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) do Estado, a principal suspeita é de que as lesões foram causadas por contaminação em sabonete usado na limpeza da pele para aplicação de vacina. “Os pacientes que apresentaram o problema receberam vacinas diferentes, de rubéola, gripe”, afirma o diretora da divisão de infecção hospitalar do CVE, Denise de Assis.

“Todos os casos ocorreram em um único local. Por isso fizemos a coleta do sabonete e outros materiais para atestar se há cultura de micobactéria.” A Anvisa informou que está acompanhando o caso. Em 30 dias, laudo deve confirmar o que motivou o surto em Andradina. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.