SP investiga surto de micobactéria após vacinações

Um surto de micobactéria registrado após vacinações está sendo investigado pela Secretaria da Saúde de São Paulo. As notificações foram feitas pela prefeitura de Andradina, 640 km a noroeste da capital paulista, que registrou as ocorrências em 35 pacientes vacinados na cidade.

Agência Estado |

Das vítimas, 19 vão precisar de cirurgia plástica. As infecções por micobactéria têm sido associadas a cirurgias plásticas, videocirurgias e cirurgias abdominais.

Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações, Vicente Amato Neto, não havia registro de ocorrências após vacinação. Segundo o Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) do Estado, a principal suspeita é de que as lesões foram causadas por contaminação em sabonete usado na limpeza da pele para aplicação de vacina. “Os pacientes que apresentaram o problema receberam vacinas diferentes, de rubéola, gripe”, afirma o diretora da divisão de infecção hospitalar do CVE, Denise de Assis.

“Todos os casos ocorreram em um único local. Por isso fizemos a coleta do sabonete e outros materiais para atestar se há cultura de micobactéria.” A Anvisa informou que está acompanhando o caso. Em 30 dias, laudo deve confirmar o que motivou o surto em Andradina. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG