SP inicia campanha contra hanseníase nas escolas da rede estadual

O governo do Estado de São Paulo inicia hoje campanha com os 5 milhões de estudantes da rede estadual para alertar contra hanseníase, segundo informações do próprio governo. Além da distribuição de cartazes e folhetos nas 5.

Agência Estado |

300 escolas, as Secretarias de Estado da Educação e da Saúde treinam hoje 600 professores coordenadores de oficinas pedagógicas. Eles serão responsáveis por repassar conhecimento às escolas.

Os responsáveis pelo programa Escola da Família, que abre as unidades aos finais de semana para receber a comunidade local, também serão orientados e participarão do projeto. No site do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) do Estado, órgão da Saúde estadual, haverá uma apresentação para ser consultada pelas escolas. O balanço da Secretaria de Estado da Saúde mostra que, em 2008, foram detectados 1.976 casos novos de hanseníase, 68 diagnósticos a menos que no ano anterior.

A hanseníase é doença provocada pelo bacilo de Hansen, atacando nervos e pele, que tem contágio pela via respiratória e convívio prolongado com paciente. Os sintomas são manchas esbranquiçadas e avermelhadas na pele e redução de sensibilidade ao calor, à dor e ao toque no local das manchas. Segundo informações da secretaria de Saúde, a hanseníase não é transmitida por relações sexuais, usar mesmo banheiro, beijo, abraço, aperto de mão, uso de utensílios domésticos, contato com roupas, em piscina, em banco de ônibus, por sangue, por leite materno ou ainda por hereditariedade.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG