Cerca de 2,9 milhões de crianças devem ser vacinadas durante a segunda fase da campanha contra a paralisia infantil, realizada neste sábado, segundo estimativa da Secretaria de Saúde de São Paulo. O número corresponde a 95% dos 3,06 milhões de paulistas menores de cinco anos.

Na primeira fase da campanha foram vacinadas 95,48% das crianças nessa faixa etária.

A abertura da campanha será realizada no Parque Ibirapuera, entre a marquise e o auditório, a partir das 10 horas, e contará com a presença do secretário de Estado da Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata. No local, ainda serão distribuídas cartilhas para orientar crianças e pais, de forma lúdica, sobre como manter uma alimentação saudável desde a infância.

Para a segunda fase da campanha serão mobilizados 15.994 postos de vacinação fixos e volantes em todo o Estado, que funcionarão das 8h às 17h. Serão 51.499 profissionais de saúde, 4,2 mil veículos, 76 ônibus e sete barcos envolvidos na operação.

Além da vacina contra a poliomielite, as crianças que forem aos postos de saúde poderão colocar em dia sua caderneta de vacinação. Estarão disponíveis vacinas como a Tetravalente (contra difteria, tétano, coqueluche), Tríplice viral (contra sarampo, caxumba e rubéola) e contra hepatite.

Há 21 anos o Estado de São Paulo não registra casos de paralisia infantil, mas a vacinação de crianças continua sendo importante porque o vírus da pólio ainda circula em países da África e da Ásia, representando, portanto, uma ameaça à população mundial, segundo a Secretaria.

Leia mais sobre: paralisia infantil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.