O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), e o prefeito da Capital, Gilberto Kassab (DEM), lançaram hoje o programa JovemTec, que vai capacitar e dar estágio a 2,5 mil estudantes da rede estadual de ensino. Os adolescentes farão um curso de seis meses na Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Município (Prodam), com o apoio de empresas da área tecnológica, e passarão outros seis meses trabalhando como técnicos de informática em escolas municipais.

A Prefeitura dispõe atualmente de 200 vagas e depende da aprovação, na Câmara, de 2,3 mil vagas, a serem preenchidas em 2010, ano de eleição presidencial. Apesar de não admitir a intenção, Serra é o nome forte do PSDB para concorrer à Presidência da República. As vagas de estágio previstas para 2010 representam 92% do total.

A rede municipal de educação é formada por 2,78 mil escolas, incluindo as de educação infantil. Com o projeto JovemTec instituído, haveria praticamente um estagiário por instituição de ensino. Nem o prefeito nem o secretário estadual do Trabalho e Emprego, Guilherme Afif Domingos, souberam precisar quanto custará aos cofres públicos o Programa JovemTec. "Precisa fazer as contas", respondeu Afif, informando o valor individual de cada bolsa-estágio, de R$ 450. "O benefício é muito maior que o custo," emendou. A assessoria de imprensa da pasta informou, mais tarde, que neste ano, com as 200 vagas, o custo ao Estado e à Prefeitura será de R$ 90,23 mil.

A primeira turma do projeto já foi fechada com base no cadastro do Programa Jovem Cidadão, do governo estadual. Os 28 alunos atuarão em escolas do Ipiranga, na zona sul da Capital. Vestidos com camisetas do JovemTec, os adolescentes assistiram ao lançamento da iniciativa na sede da Prefeitura junto a 250 convidados. Diante dessa plateia Serra propôs - e Kassab aceitou - dobrar o número máximo de estagiários a serem contratados pela máquina municipal. O prefeito deve alterar o projeto enviado à Câmara para incluir a previsão de abertura de outras 2,5 mil vagas, num total de 5 mil vagas.

"Kassab assinou agora o projeto que aumenta em dez vezes o número de estagiários. Não sei por que não puseram vinte vezes", disse Serra diante do auditório. "Se não tiver barreira legal, eu sugiro modificar esse projeto e botar 5 mil. Tem algum obstáculo legal? Não? Então dobra." Seguiram-se aplausos. "Está dobrado", confirmou Kassab ao microfone. Afif explicou que as 2,5 mil vagas adicionais ficarão disponíveis para outros projetos da Prefeitura. "A ideia é ampliar o limite legal (para a contratação de estagiários), mas não o número de pessoas atendidas nesse programa específico (o JovemTec)", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.