SP criará três áreas marítimas de preservação ambiental

O Estado de São Paulo deve criar nos próximos meses três áreas marítimas de preservação ambiental que ocuparão todo o litoral, com exceção dos trechos dos portos de Santos e de São Sebastião. O anúncio foi feito ontem pelo secretário de Meio Ambiente, Xico Graziano.

Agência Estado |

O principal objetivo da medida é combater ações de pesca predatória. Um decreto a ser assinado em junho pelo governador José Serra (PSDB) proibirá a pesca de arrasto por parelha, modalidade em que dois barcos esticam uma rede para “limpar” o fundo do mar, sem distinguir os animais que ficam presos nela. Segundo Graziano, o decreto que cria as Áreas de Proteção (APAs) do Litoral Centro, Norte e Sul deverá ser assinado em 8 de junho para marcar o Dia Mundial dos Oceanos.

Com a medida, a área protegida no Estado deve praticamente dobrar de cerca de 1 milhão para 2 milhões de hectares. A secretaria informou que está investindo na formação de 90 policiais ambientais para especializá-los no monitoramento do mar. Também foi aberta uma licitação para a compra de seis barcos para a fiscalização. “Virão equipados com radar”, afirma o capitão Luiz Amaury Kruel Moutinho, comandante da 1ª Companhia do 3º Batalhão da Polícia Ambiental de São Paulo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG