SP confirma três mortes por febre amarela neste ano

Três mortes provocadas pela febre amarela silvestre este ano em todo o Estado de São Paulo já foram confirmadas pelo Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual da Saúde. No total, foram identificados sete casos doença, todos na região de Botucatu, interior de São Paulo: dois deles no município de Sarutaiá, três em Itatinga e dois em Piraju.

Agência Estado |

Apesar das mortes, a Secretaria acredita que os números ainda não são preocupantes. Medidas de controle, como ampliação das áreas recomendadas para viajantes se vacinarem contra a doença, foram tomadas assim que os primeiros casos foram identificados.

No mês de janeiro, uma nova relação das regiões consideradas de risco passou a incluir outros 38 municípios da região de Bauru e 11 da de Araraquara. A extensão da área de risco na região de Araraquara foi decidida em razão de um óbito de morador de São Carlos por febre amarela silvestre ocorrida em 2008. Já os municípios da região de Bauru também foram incluídos por ficarem próximos da região de São José do Rio Preto, onde no ano passado foram detectados óbitos em macacos, também por febre amarela silvestre.

Outros 15 municípios da região de Botucatu foram incluídos na área de risco e sua população está sendo vacinada neste mês, segundo a secretaria. Desde sábado, as equipes de saúde estão indo de casa em casa da zona rural para aplicar a vacina. Já nas áreas urbanas a aplicação será realizada em postos de vacinação. A expectativa é vacinar cerca de 370 mil pessoas até o final da campanha, que deve durar um mês.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG