SP amplia zona de risco de febre amarela a 331 cidades

SÃO PAULO - A Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo colocou, preventivamente, mais 49 municípios do interior paulista na lista de recomendação para que viajantes tomem a vacina contra a febre amarela. Com isso, o número de cidades no Estado subiu para 331.

Agência Estado |

De acordo com a secretaria, a nova relação das regiões consideradas de risco passou a incluir 38 municípios da região de Bauru e 11 da de Araraquara. Qualquer pessoa, a partir dos 9 meses de idade, que for se dirigir para estas regiões deve tomar a vacina contra a febre amarela pelo menos com 10 dias de antecedência, caso não tenha recebido nenhuma dose nos últimos 10 anos.

Desde dezembro, a secretaria vem realizando, em parceria com as prefeituras das cidades citadas na lista, a vacinação da população localizada em áreas rurais, o que deve se estender até fevereiro, totalizando cerca de 80 mil pessoas. Na sequência deverá ser iniciada a imunização dos habitantes de áreas urbanas.

A extensão da área de risco na região de Araraquara foi decidida em razão da morte de um morador de São Carlos por febre amarela silvestre (contraída em região de mata), ocorrida em 2008. Já os municípios da região de Bauru foram incluídos por ficarem próximos à região de São José do Rio Preto, onde no ano passado foram detectados óbitos em macacos, também por febre amarela silvestre.Os novos municípios da região de Araraquara são Boa Esperança do Sul, Borborema, Cândido Rodrigues, Ribeirão Bonito, Dobrada, Dourado, Ibitinga, Santa Ernestina, Tabatinga, Taquaritinga e Trabiju. A região de Bauru teve todos os seus municípios incluídos na área de risco.

A lista completa de regiões do Estado de São Paulo e do Brasil para as quais a vacina contra a febre amarela é recomendada e dos postos de vacinação podem ser acessadas pelo no site www.cve.saude.sp.gov.br/ , clicando em "Novas recomendações para a vacinação contra a febre amarela". "A vacinação é a única medida que temos para evitar a contaminação da doença", diz Helena Sato, coordenadora de imunização da secretaria.

A doença

A febre amarela é uma doença infecciosa viral aguda, transmitida por mosquitos e que pode levar à morte em uma semana, se não for tratada rapidamente. Após a picada do mosquito infectado, a doença demora de três a seis dias para se manifestar. Os sintomas mais comuns são febre alta, calafrios, vômitos, dores no corpo, pele e olhos amarelados, sangramentos, fezes cor de "borra de café" e diminuição da urina.

As pessoas que já foram imunizadas há menos de dez anos não precisam ser vacinadas novamente e portadores de doenças que afetam o sistema imunológico do organismo não devem tomar a vacina. Nesses casos, a vacinação poderia provocar reações graves, levando até à morte.

Leia mais sobre: febre amarela

    Leia tudo sobre: febre amarela

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG