Los Angeles, 5 fev (EFE).- Os estúdios Sony Pictures apresentaram nesta quinta-feira uma oferta pelos direitos da saga O Exterminador do Futuro no último dia do leilão para assumir controle da franquia, informou hoje o jornal Los Angeles Times.

A companhia Threshold Entertainment, segundo fontes da publicação, também considerava apresentar sua própria oferta, mas precisava resolver antes conflitos com sócios.

A única proposta firme até agora era a dos estúdios Lionsgate, que ofereceram US$ 15 milhões e ficar com 5% dos lucros de futuros filmes da saga.

Como parte do processo judicial pela declaração de concordata dos produtores donos da franquia, qualquer oferta maior que a da Lionsgate deve ser de pelo menos US$ 15,95 milhões.

Além disso, se qualquer outra empresa assumir os direitos, deve pagar à Lionsgate uma indenização de US$ 450 mil.

Os produtores de "O Exterminador do Futuro - A Salvação", o último filme da franquia, declararam concordata em agosto do ano passado por não poder pagar as dívidas geradas pela fita.

Derek Anderson e Victor Kubicek, então proprietários dos direitos da bem-sucedida franquia, recorreram à lei de concordata para suas três empresas (T Asset Acquisition Company, Dominion Group e Halcyon Holding Group) com o objetivo de pagar "O Exterminador do Futuro - A Salvação".

A produção, que contou com um orçamento de US$ 200 milhões, arrecadou quase US$ 370 milhões nas bilheterias de todo o mundo.

Na próxima quarta-feira, um juiz deverá aprovar a venda final.

EFE mg/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.