Soltos 2 acusados de participar da morte de René Senna

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) mandou soltar ontem dois acusados de envolvimento na morte de René Senna, ganhador do prêmio de R$ 51,8 milhões da Mega Sena em 2005. A Quinta Turma estendeu o habeas-corpus concedido à viúva do milionário, Adriana Ferreira de Almeida, à professora de educação física Janaína Silva de Oliveira e ao cabo da Polícia Militar (PM) Marco Antônio Vicente.

Agência Estado |

Segundo o STJ, as prisões dos três foram revogadas por ausência de fundamentação válida e excesso de prazo na formação da culpa. A data de julgamento no júri ainda não foi marcada. A Quinta Turma manteve, no entanto, as detenções de Edinei Gonçalves Pereira e do ex-PM Anderson da Silva de Souza, pois a situação processual deles é distinta. Os dois são apontados como autores materiais do homicídio.

René foi morto com quatro tiros em 7 de janeiro do ano passado. Ele estava num bar em Rio Bonito, no Rio de Janeiro. O crime teria sido encomendado por Adriana, que supostamente temia que o milionário se separasse dela e a deixasse de fora do testamento.

    Leia tudo sobre: mega-sena

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG