O soldado David Dias Riul, de aproximadamente 30 anos, foi morto, por volta das 23 horas de ontem ao ser abordado por dois assaltantes no bairro do Limão, na zona norte de São Paulo. À paisana, no dia de folga e ocupando um Fiat Siena branco, o soldado, lotado na 1ª Companhia do 18º Batalhão, ao parar o carro foi surpreendido pela dupla que, a pé, exigiu que ele saísse do veículo.

Não se sabe ainda se o policial reagiu ou se foi revistado pelos criminosos que resolveram atirar ao supostamente descobrirem que a vítima era um PM.

Baleado no peito, Dias ainda foi encaminhado ao pronto-socorro do Hospital de Vila Nova Cachoeirinha, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Os criminosos fugiram levando o carro e a pistola calibre 380 do soldado. Uma mulher foi testemunha do crime, mas a polícia não informou ainda se ela acompanhava ou não David.

Segundo a Polícia Militar, o veículo do soldado foi encontrado abandonado horas depois na Rua Silvestre Francisco, próximo da altura do nº 8.200 da Avenida Raimundo Pereira de Magalhães, na Vila Mirante, região de Pirituba, zona oeste de São Paulo. O caso foi registrado como roubo seguido de morte na delegacia da Casa Verde (13ºDP).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.