O Corpo de Bombeiros confirmou na manhã desta quarta-feira mais uma morte em razão do naufrágio ocorrido na noite de segunda-feira no Rio Amazonas, no município de Monte Alegre, região oeste do Pará. Com isso, subiu para oito o número de mortos no acidente. Ao menos sete pessoas continuam desaparecidas. Outros 94 passageiros sobreviveram.

As vítimas são quatro crianças, três mulheres e um homem: Jennifer Oliveira Chagas, Felipe Silva dos Santos, de 1 ano, Jenifer Pires Maufrine, de 9 anos, Daniele Jackeline Vieira Dias, de 11 anos, Neuzilene Tavares de Oliveira, de 28 anos, Rosana da Silva Batista, de 22 anos, Francileuza de Sousa Ferreira e Eronildo João das Chagas.

Nesta quarta-feira, mergulhadores ainda vasculham o barco à procura de possíveis vítimas. Um helicóptero, uma aeronave e várias embarcações auxiliam os trabalhos de resgate. Porém, a visibilidade no local é ruim e prejudica os trabalhos.

A Capitania dos Portos abriu inquérito para apurar o acidente. O resultado deve sair em 90 dias. Sobreviventes afirmam que o barco levava 150 passageiros, 50 a mais que sua capacidade.

Outro acidente

Um outro acidente com uma embarcação foi registrado na noite de terça-feira no Rio Amazonas, no município de Óbidos, também na região oeste do Pará.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma bajara - espécie de canoa - virou com cinco pessoas a bordo. Três sobreviveram e duas estão desaparecidas. Equipes de resgate foram enviadas ao local.

Leia mais sobre naufrágio

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.