Enchentes já deixaram mais de 12.638 pessoas desabrigadas e outras 7.991 desalojadas, segundo Defesa Civil

Subiu para dez o número de mortos pelas chuvas que atingem o Estado de Pernambuco desde a última quinta-feira.

Oficiais do Corpo de Bombeiros encontraram na tarde desde sábado, por volta das 15h, o corpo de um homem que havia desaparecido após cair em um rio em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana de Recife. A vítima foi identificada pela Defesa Civil como sendo David Anderson Alves da Silva, de 20 anos.

Moradores aguardam helicóptero do Corpo de Bombeiros para resgate em função do alagamento provocado pelas chuvas em Palmares (PE) neste sábado
AE/TIAGO CALAZANS
Moradores aguardam helicóptero do Corpo de Bombeiros para resgate em função do alagamento provocado pelas chuvas em Palmares (PE) neste sábado

Entre as dez vítimas fatais até o momento estão cinco pessoas da mesma família. A casa onde eles estavam foi atingida por um deslizamento de terra no Córrego do Sargento, no bairro de Linha do Tiro, na zona norte de Recife. Dois adultos e três crianças que estavam no local morreram enquanto dormiam.

Além disso, homens do Corpo de Bombeiros localizaram na tarde de sexta o corpo do bebê Samuel Vitor de Andrade, de nove meses, que estava soterrado desde o final da tarde de quinta-feira, após o deslizamento de uma barreira no Córrego do Curió, bairro de Dois Unidos, zona norte do Recife. No mesmo local foi encontrado o corpo de homem ainda não identificado.

Uma outra morte foi registrada na cidade de Cortes, no sul de Pernambuco. Outra vítima foi uma criança, de um ano e seis meses de idade, que morreu soterrada em Alvo da Esperança.

Estado de emergência

A chuva afeta cerca de 40 municípios, principalmente Recife e Região Metropolitana. Segundo a Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco, 22 municípios estão em estado de emergência e as cidades de Joaquim Nabuco, Pombos e Quipapá decretaram estado de calamidade pública.

Até agora, foram contabilizadas 12.638 pessoas desabrigadas e outras 7.991 desalojadas. Segundo classificação da Defesa Civil, desabrigados são pessoas que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos, e desalojados, aquelas que podem contar com ajuda de vizinhos e familiares.

Em razão das consequências da chuva, a Prefeitura decretou Estado de Alerta Máximo no Recife. Com isso, todas as secretarias e órgãos vinculados às ações do órgão passam a ter como prioridade máxima atender ocorrências decorrentes das chuvas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.