Sobe para cinco o número de vítimas das chuvas em Salvador

Integrantes do Corpo de Bombeiros localizaram no fim da manhã desta quarta-feira, em Salvador, o corpo de uma mulher que estava desaparecida desde ontem. Fernanda Bispo e a filha caíram num buraco em uma rua alagada e foram levadas pela correnteza até o córrego da Avenida San Martin.

Agência Estado |

Com a localização da vítima, subiu para cinco o número oficial de mortes causadas pela chuva em Salvador. O corpo de Fernanda, de 27 anos, foi encontrado a cerca de dois quilômetros do local do acidente, preso na vegetação do Rio Camurujipe, perto da Rótula do Abacaxi, importante entroncamento viário da capital baiana. Beatriz, de 6 anos, ainda não foi encontrada.

AE
Um prédio em construção desabou nesta quarta no bairro de Pernambués
Apesar de a chuva ter dado uma trégua nesta manhã, a capital baiana ainda registra uma série de problemas causados pelo acúmulo de água no solo. Segundo a Coordenação da Defesa Civil (Codesal), entre a zero hora e o meio dia de hoje, foram registradas 198 ocorrências, entre elas 145 deslizamentos de terra. Três imóveis foram destruídos: dois casarões na Cidade Baixa e um prédio de sete pavimentos , recém-inaugurado, no bairro de Pernambués. Três pessoas ficaram feridas na queda do edifício e duas delas continuam internadas no Hospital Geral do Estado.

Em entrevista na manhã de hoje, o prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro, fez um apelo para que empresários que tenham maquinário capaz de fazer limpeza de canais e de remover terra das vias da cidade cedam à prefeitura os equipamentos sem custos. "O pedido também foi feito ao governo, mas ele não tem condições de atender a toda a demanda."

A primeira vítima das chuvas em Salvador foi um bebê de um mês, que teve a casa invadida por uma pedra que se desprendeu de um barranco no bairro do Cosme Velho, na periferia da cidade no dia 22. Ontem, três jovens morreram soterrados em um imóvel atingido por um deslizamento de terra no bairro de Pirajá. Um dos corpos ainda não foi encontrado e os trabalhos de retirada de terra e entulho no local continuam.

Ceará

Cerca de 15 moradores de São Gonçalo do Amarante, no Ceará, ficaram ilhados nesta quarta-feira por conta das fortes chuvas que atingem o Estado. De acordo com a Defesa Civil Estadual, uma equipe foi deslocada por volta das 10h para a cidade, que fica a cerca de 75 quilômetros de Fortaleza.

O grupo será resgatado por um barco e será levado para um abrigo na região.

Em todo o Estado já foram registrados casos de 169.157 pessoas afetadas pelas chuvas. Sete pessoas morreram e 134 ficaram feridas durante as enchentes.

Segundo a Defesa Civil, são 11.748 desabrigados - forçados a buscarem abrigos públicos - e 19.018 desalojados - podem contar com auxílio de familiares ou conhecidos.

Leia também:

Leia mais sobre: chuvas

    Leia tudo sobre: chuvas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG