Deslizamento atinge casa e soterra família na cidade de Lajinha. Desde novembro, 10 pessoas morreram por conta das chuvas

A forte chuva que atinge parte do Estado de Minas Gerais fez novas vítimas e já chegam a sete os mortos nesta semana, segundo informações da Defesa Civil. O deslizamento de uma encosta, por volta das 2h desta quarta-feira, atingiu uma casa de quatro cômodos em Lajinha, a 345 km de Belo Horizonte, e soterrou uma família.

Morream no local Maria Rosângela do Carmo, de 35 anos, Eduarda Vitória Barros, de 5 anos e Wendel Riam do Carmo Barros, de 2 anos. Agnaldo de Oliveira Barros, de 33 anos, foi socorrido por moradores e o estado de sáude dele não foi divulgado.

Uma encosta também cedeu no bairro de Fátima, em Ponte Nova, e atingiu o quarto onde dormia Antônio Caetano da Silva, de 73 anos, que foi retirado dos escombros sem vida. 

Na noite de terça-feira , o desabamento de um muro de arrimo na cidade de Barbacena, a cerca de 170 km de Belo Horizonte, atingiu uma cobertura, abaixo do nível da rua, e matou Efigênia Rosária Antero, de 80 anos.

A idosa foi retirada da terra consciente, mas com fratura exposta nos membros inferiores e escoriações pelo corpo e não resistiu aos ferimentos. Também estavam no imóvel Maria Cleuza da Costa, de 53 anos, que sofreu escoriações generalizadas e suspeita de fratura de bacia e dos braços; Matheus Nathan da Costa Silva, de 2 anos, que teve escoriações pelo corpo; e Noêmia da Costa, de 3 anos, com traumatismo craniano e trauma da face. Todos estão internados.

A Defesa Civil afirma que outras três casas foram danificadas no bairro e o local foi interditado. Outros deslizamentos de terra também causaram a morte de Fabrício Fernandes Rocha do Amaral, de 4 anos, no bairro de Marilândia em Juiz de Fora, e Marisângela Alves da Silva, 31 anos, no município de Cataguases. 

Rua do bairro da Estação, em Matozinhos (MG), é vista completamente alagada após temporal que atingiu a cidade na terça-feira
AE
Rua do bairro da Estação, em Matozinhos (MG), é vista completamente alagada após temporal que atingiu a cidade na terça-feira

Com o registro de mais estas vítimas, os temporais já deixaram dez mortos em Minas Gerais desde a intensificação das chuvas, em novembro, de acordo com a Defesa Civil.

No dia 15 deste mês, Camila Rocha Alves, de 13 anos, foi arrastada pela enxurrada em Santa Maria do Suaçuí. Nos dias 23 e 25 de novembro, respectivamente, Edgar Bispo dos Santos, de 36 anos, foi levado pelas águas do córrego do onça, em Belo Horizonte, e Maria das Graças Azevedo, de 62 anos, foi encontrada entre os escombros de um desabamento em Visconde do Rio Branco.

Estragos

A Defesa Civil contabiliza 1.169.937 pessoas afetadas de alguma forma pelas chuvas no Estado. Pelo menos 9.816 estão desalojadas - abrigadas temporariamente na casa de parentes e amigos - e outras 805 desabrigadas - que precisam contar com o auxílio do governo. Cinquenta e sete municípios foram prejudicados, sendo que Coração de Jesus e Cuparaque decretaram situação de emergência.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.