Sobe para 51 número de corpos resgatados de acidente com AF447

SÃO PAULO (Reuters) - Um despojo recolhido do mar na semana passada foi confirmado nesta quinta-feira como sendo um corpo, o que eleva para 51 o número de vítimas resgatadas do acidente com o avião da Air France que caiu no oceano Atlântico com 228 pessoas a bordo, informaram autoridades. Do total de 51 corpos que se encontram no Instituto Médico Legal (IML) de Pernambuco, já foram divulgadas as identificações de 14, disseram em nota a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco e a Polícia Federal, que são responsáveis pelas perícias realizadas no IML do Recife.

Reuters |

Os últimos três corpos identificados são de estrangeiros, sendo dois do sexo masculino e um do sexo feminino, acrescentou o comunicado. Entre os 11 primeiros corpos identificados, 10 eram brasileiros.

"As embaixadas dos países de origem das vítimas já foram comunicadas... e a pedido das embaixadas as nacionalidades das vítimas não serão divulgadas atendendo a pedido dos familiares", disse a nota, acrescentando que as vítimas foram identificadas por exames odontológicos.

O despojo resgatado no último dia 17 foi o último recolhido do mar pelas equipes que trabalham nas buscas envolvendo o Airbus, que fazia o voo AF447 Rio de Janeiro-Paris quando caiu após decolar no dia 31 de maio.

Nesta quinta-feira, a Marinha e a Aeronáutica informaram que foram avistados "apenas reduzida quantidade de possíveis destroços" do avião na área de buscas, a mais de 800 km do arquipélago de Fernando de Noronha.

O avião, que caiu no oceano Atlântico após enfrentar uma forte tempestade, tinha 216 passageiros a bordo de 32 nacionalidades, incluindo sete crianças e um bebê. Segundo a Air France, 61 eram franceses, 58 brasileiros e 26 alemães. Dos 12 tripulantes, um era brasileiro e os demais franceses.

A Air France informou mais cedo nesta quinta-feira que entre os corpos identificados estavam o comandante da aeronave e um tripulante.

(Por Tatiana Ramil; Edição de Pedro Fonseca)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG