Sobe para 47 o número de mortos em Angra (RJ)

O número de mortos com os deslizamentos de terra em Angra dos Reis, no litoral do Estado do Rio de Janeiro, subiu para 47. Esta manhã, o Corpo de Bombeiros encontrou mais um corpo no Morro da Carioca, no centro da cidade.

Agência Estado |

Segundo os bombeiros, o corpo achado é de um homem adulto.

Até agora, foram resgatados 18 corpos no Morro da Carioca e 29 na Enseada do Bananal, em Ilha Grande. O vice-governador e secretário estadual de Obras, Luiz Fernando Pezão, ressaltou hoje que a situação em Angra dos Reis ainda é preocupante. Ele sobrevoou a cidade com técnicos e informou que foram detectados cerca de 40 pontos de possíveis deslizamentos, caso volte a chover.

No entanto, o vice-governador fez questão de diferenciar as situações do Morro da Carioca e da Ilha Grande. No primeiro caso, segundo ele, a presença humana é forte é há construções em áreas de risco, que retiraram a cobertura vegetal da região. Já na Ilha Grande a região é ocupada por uma colônia japonesa há décadas e, inclusive pelas fotos, é possível perceber que não houve interferências na área que deslizou.

Pezão acredita que, em Ilha Grande, é necessário um trabalho de monitoramento de toda a região e um contato maior com os moradores. Para ele, não é possível tirar as famílias que estão na região do Bananal há mais de 60 anos, mas é necessário criar uma estrutura que traga mais segurança para todos. "As pessoas construíram suas vidas nessa região e, por isso, não podemos chegar e dizer que é necessário que elas partam para outro lugar", afirmou.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG