Sobe para 4 total de mortos pelas chuvas no RS

Subiu para quatro o número de mortos no Rio Grande do Sul em razão do temporal que atingiu a região sul do Estado na madrugada de hoje. Pelo menos duas pessoas continuavam desaparecidas na tarde desta quinta-feira.

Agência Estado |

Segundo o órgão, os municípios de Pelotas, Cristal, Turuçu e Capão do Leão foram os mais atingidos. Em todo o Estado, cerca de 730 pessoas ficaram desabrigadas - pessoas que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos - e 1.1450 estão desalojadas - os que podem contar com ajuda de vizinhos e familiares.

Segundo a Defesa Civil, dentre os desaparecidos está o maquinista de um trem que descarrilou na noite de ontem em consequência do alagamento dos trilhos, sobre a Rodovia BR-392, na região entre Capão do Leão e Pelotas. Entre as vítimas fatais está Vilmar da Silva Grillo, que foi encontrado sem vida dentro de sua casa, que estava alagada, em Corrientes, na região de Turuçu. Ainda não há informações sobre o que teria causado a morte da vítima.

Três rodovias federais que cortam o Estado continuavam interditadas na tarde de hoje em razão dos temporais. De acordo com a Ecosul, concessionária responsável pelas estradas, as BRs 392, 116 e 293 foram bastante danificadas e não há previsão para os reparos. Técnicos e engenheiros da concessionária estão percorrendo os trechos para avaliar a situação das rodovias e de pontes, que tiveram sua estrutura danificada por conta da correnteza.

A BR-392 tem quatro bloqueios. No trecho que liga Pelotas ao Rio Grande a estrada está interditada nos quilômetros 62, 65 e 66. Já no trecho que liga Pelotas a Santana da Boa Vista, a rodovia continua bloqueada entre os quilômetros 92 e 96. Na BR-116, que liga Pelotas a Porto Alegre, o tráfego permanece bloqueado nos quilômetros 471, 496, 511 e 528. Já na BR-293, que liga Pelotas a Bagé, o trânsito está bloqueado na altura do quilômetro 16.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG