Sobe para 300 o total de desalojados no Paraná devido às chuvas

Cerca de 300 pessoas precisaram abandonar as casas durante a madrugada desta quarta-feira, em razão de fortes chuvas e vendavais em várias regiões do Paraná.

Agência Estado |


De acordo com a Defesa Civil, entre os 14 municípios que comunicaram ocorrências, o mais atingido foi União da Vitória, no sul do Estado, com 58 pessoas, que moram às margens do Rio Iguaçu, sendo abrigadas em um ginásio de esportes. Aproximadamente 200 outras foram para casas de parentes e amigos. As águas do rio subiram mais de cinco metros acima do nível normal.

Em Prudentópolis, também no sul, 25 pessoas ficaram desabrigadas, sendo atendidas em abrigos públicos e outras 70 foram para residências de parentes ou amigos. Também na região de Curitiba, houve vários estragos, principalmente em razão de alagamentos e de algumas quedas de árvores. Depois de Telêmaco Borba, na região central do Estado, onde choveu 56,6 milímetros entre a meia-noite e as 7 horas da manhã de ontem, Curitiba teve 54,4 milímetros de chuvas, quase metade da média histórica para o mês de setembro.

No noroeste, um dos municípios mais atingidos foi Umuarama, com 27 residências danificadas pelos fortes ventos. Em Londrina, no norte, houve quedas de pelo menos três árvores. Em todo o Estado, a Defesa Civil contabilizou, até a tarde de ontem, algum tipo de dano em 233 residências, afetando 2.975 pessoas. Segundo o Instituto de Tecnologia Simepar, o fenômeno é fruto da passagem de uma frente fria associada a alto índice de umidade. Mas, pela manhã, a massa já se afastava do Estado, com o sol aparecendo em várias regiões.

Leia mais sobre: chuvas

    Leia tudo sobre: chuvachuvasparaná

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG