Sobe para 30 o total de mortos pelas enchentes em Minas Gerais

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) confirmou nesta quarta-feira a 30ª morte em decorrência das chuvas que atingem Minas Gerais desde setembro do ano passado.

Agência Estado |

Segundo a Polícia Militar (PM), a forte chuva da madrugada de segunda-feira provocou um deslizamento de terra, seguido de desabamento parcial de uma parede no distrito de Águas Férreas, no município de São Pedro dos Ferros, região da zona da mata mineira, a 210 quilômetros de Belo Horizonte. O desabamento matou Maria Helena Firmino, de 52 anos.

A Cedec contabilizou danos também nas cidades de Santos Dumont, também na zona da mata, e João Monlevade, na região metropolitana da capital do Estado, onde um temporal provocou o rompimento de um dique e inundação de parte da área comercial do bairro Carneirinhos. Em Santos Dumont, uma chuva forte durante cerca de uma hora ocasionou vários pontos de alagamentos na cidade e nos distritos vizinhos.

Até hoje, 158 municípios mineiros já decretaram situação de emergência e um total de 213 foram afetados pelas chuvas intensas. Desde o início do período chuvoso, que normalmente vai até abril, 10.259 pessoas ficaram desabrigadas - aquelas que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos - e 102.003 mil desalojadas - as que podem contar com ajuda de vizinhos e familiares. Além dos 30 óbitos, 433 pessoas ficaram feridas.

    Leia tudo sobre: chuva

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG