Sobe para 27 mil o número de pessoas atingidas pela chuva no Paraná

A Defesa Civil do Paraná já registrou pelo menos 27 mil pessoas afetadas pela chuva no Estado. Do total, 2.732 estão desalojadas (foram para casas de parentes) e 1.347 seguem desabrigadas (foram para abrigos públicos). Ao todo, 24 municípios foram atingidos pelos fortes temporais registrado no fim de semana.

iG São Paulo |

Os municípios afetados são: Almirante Tamandaré, Arapoti, Araucária, Campina Grande do Sul, Campo Largo, Campo Magro, Colombo, Doutor Ulisses, Guarapuava, Ibaiti, Ibiporã, Jaguariaíva, Pinhalão, Pinhais, Piraquara, Ponta Grossa, São José da Boa Vista, Sapopema, Sengés, Tomazina, Wenceslau Braz, São Jerônimo da Serra, Siqueira Campos e Paranacity.

Dois helicópteros e equipes do Corpo de Bombeiros de Ponta Grossa e do Grupo de Operações de Socorro Tático trabalham para socorrer as cidades mais afetadas ¿ Campo Magro, Campo Largo, Arapoti, Araucária, Campina Grande do Sul, Colombo, Doutor Ulisses, Guarapuava, Ibaiti, Ibiporã, Jaguariaiva, Pinhalão, Pinhais.

AE
Cidade de Sengés fica isolada por causa da chuva

Cidade de Sengés fica isolada por causa da chuva

Mortes

Até o momento, foram confirmadas cinco mortes, todas no município de Sengés. De acordo com a Defesa Civil, a cidade segue isolada e sem comunicação por telefone e rádio.

Na região metropolitana de Curitiba, os municípios de Campo Magro e Almirante Tamandaré foram os mais afetados. No quilômetro 15 da PR-090 ¿ estrada que liga Campo Magro a Campo Largo ¿ há uma cratera com aproximadamente sete metros.

Acima da média

O Paraná fechou o mês de janeiro com um volume de chuva muito acima da média. De acordo com o meteorologista do Instituto Tecnológico Simepar Tarcísio Valentin da Costa, no leste e no nordeste do Estado a quantidade de chuvas superou o dobro do que é normal para o período.

Tivemos, por exemplo, aqui no setor leste, Curitiba, com precipitações que chegaram a 362 milímetros (mm), enquanto a média é 165 mm. No litoral, onde a média é 300 mm, choveu 712 mm. Então foram chuvas bastante expressivas, há locais em que passou do dobro.

Segundo o meteorologista, a previsão para os próximos dias é de que o tempo continue instável, com dias típicos de verão. Os dias devem permanecer abafados e com temperaturas elevadas, com pancadas de chuvas no final do dia.

(*com informações da Agência Brasil)

Leia também:

  • Inmet: em janeiro, choveu quase o dobro da média para o mês em SP
  • Veja imagens de São Paulo do 2º janeiro mais chuvoso na cidade
  • Especialistas apontam soluções para as enchentes
  • Entenda como é feita a previsão do tempo no Brasil
  • Confira a previsão do tempo para todo o País

    Leia mais sobre Paraná

    • Leia tudo sobre: chuva

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG