Sobe para 25 o total de cidades em emergência em Santa Catarina

Defesa Civil contabilizou pouco mais de 285 mil afetados. Entre eles, há 872 desabrigados e 7.621 desalojados

AE |

selo

Subiu para 25 o número de cidades em situação de emergência por causa do grande volume de chuvas em Santa Catarina. Há ainda duas cidades que decretaram estado de calamidade pública: Formosa do Sul e Anchieta. Em boletim divulgado no fim desta tarde, a Defesa Civil contabilizou pouco mais de 285 mil afetados. Entre eles, há 872 desabrigados (aqueles que perderam tudo e necessitam de abrigos públicos) e 7.621 desalojados (aqueles que podem contar com a ajuda de familiares e vizinhos). 

AE
Alagamento provocado pela chuva no centro da cidade de Joinville, em Santa Catarina, na terça-feira
Na noite de terça-feira, um rapaz de 28 anos morreu após um deslizamento de terra na rodovia SC-456, na altura do município de Anita Garibaldi. Em Lages, uma pessoa ficou ferida. Há diversos municípios nos quais os serviços básicos, como água, energia, transporte e comunicação foram afetados. Ao todo, 7.075 residências foram danificadas no Estado. 

Além das chuvas, os moradores estão enfrentando baixas temperaturas. Na madrugada de hoje os termômetros marcaram -3,5ºC em São Joaquim e -5,2ºC em Urupema. Na capital, Florianópolis, foi registrada a mínima de 6,4ºC. 

Volume atípico

Santa Catarina registrou em agosto de 2011 um dos meses mais chuvosos dos últimos anos, especialmente na faixa leste do Estado, onde a chuva foi até o triplo do esperado, segundo o Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hisrometeorologia (Ciram). 

Em Lages e em São Joaquim, o volume de chuvas acumulado no mês foi o maior desde 1965. Em Indaial, Joinville, Major Vieira e Matos Costa, o acumulado superou as marcas de 1998. Já em Campos Novos, os 392,8mm de precipitação registrados neste mês só não foram mais altos do que o recorde em 1928 (485,4mm).

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG