Site de encontros eHarmony lança serviço para gays

O site americano de encontros eHarmony.com lançará serviços para homossexuais, homens e mulheres, que buscam sua cara-metade, depois de ter sido posto na Justiça por discriminação.

AFP |

Um acordo amistoso divulgado nesta quarta-feira pelo Departamento de Justiça de Nova Jersey (leste) prevê que eHarmony comece a oferecer os serviços "homem procura homem" e "mulher procura mulher", até 31 de março de 2009, no máximo.

Esse acordo foi conseguido três anos depois de iniciado o processo aberto por Eric McKinley, que tem, agora, direito a um ano de afiliação gratuita no eHarmony e a 5.000 dólares de indenização por danos morais.

eHarmony, fundado em 2000 pelo psicólogo Neil Clark Warren, ligado ao organismo da Direita Cristã Focus on the Family, terá de pagar 50.000 dólares de custos judiciais e corrigir sua comunicação para esclarecer que "não discrimina em função da orientação sexual".

cl/tt/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG