Sirkis será o coordenador-geral da campanha de Marina Silva

Após semanas de conversas entre os integrantes da executiva nacional, o vereador e presidente do Partido Verde no Rio de Janeiro, Alfredo Sirkis, foi nomeado coordenador-geral da pré-campanha da senadora Marina Silva (PV-AC) à Presidência da República.

Agência Estado |

Junto com ele, mais cinco nomes foram definidos nesta terça-feira à noite, durante reunião no diretório estadual da legenda em São Paulo: o empresário Guilherme Leal, sócio da Natura; João Paulo Capobianco, ex-secretário executivo do Ministério do Meio Ambiente durante a gestão de Marina; o ex-deputado federal Luciano Zica (PV-SP); Regina Gonçalves, presidente da executiva estadual do PV em São Paulo; e Sérgio Xavier, presidente do PV de Pernambuco.

Juntos, os seis formam o que o partido chamou de Comitê Verde de Pré-Campanha. De acordo com Sirkis, esse será o núcleo inicial da campanha, que será ampliado para 10 a 12 pessoas.

Na prática, os integrantes do comitê recém-criado têm se reunido há pelo menos um mês em São Paulo. O que ocorreu ontem foi a oficialização das pessoas que comandarão a pré-campanha até o final de junho. A partir daí, alguns membros sairão para poder tocar suas próprias campanhas e serão substituídos por outros, de acordo com Sirkis. "Eu mesmo vou passar o bastão para me candidatar a deputado federal", explicou.

Regina Gonçalves e Sérgio Xavier também devem sair para concorrer ao governo paulista e pernambucano, respectivamente. Além dos dois Estados, o PV quer ter candidatura própria no Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Sul.

O Comitê Verde vai trabalhar paralelamente à coordenação nacional do PV, que conta com 21 integrantes escolhidos pelo partido e por Marina Silva. Enquanto o grupo dos seis trabalhará diretamente com questões de campanha, a coordenação será responsável pela formulação do programa político e a direção que tomará o partido durante o ano eleitoral.

Com relatou a coluna de Sonia Racy na edição de hoje do jornal O Estado de S. Paulo , outros nomes que foram agregados à pré-campanha de Marina são o do jornalista e consultor de novas mídias Caio Túlio Costa, que cuidará de internet e redes sociais, e Orjan Olsen, especialista em pesquisas. Marina também já conta com uma consultoria informal do cineasta Fernando Meirelles.

Lista quádrupla

O PV carioca definiu em reunião da executiva estadual na segunda-feira à noite que o deputado federal Fernando Gabeira será de fato o candidato do partido ao governo do Rio de Janeiro. A legenda também terá candidatura própria para o Senado. A escolhida foi a vereadora Aspásia Camargo. A executiva carioca garantiu que essas duas candidaturas serão mantidas, em definitivo, para as eleições de 2010.

Sirkis, presidente do PV no Rio, afirmou que o candidato a vice será escolhido pelo PSDB. O indicado sairá de uma lista de quatro nomes: o ex-vice-governador Luiz Paulo Corrêa da Rocha (gestão Marcello Alencar), os deputados federais Márcio Fortes e Otávio Leite e a presidente do Flamengo e ex-nadadora, Patrícia Amorim.

A questão do palanque duplo - para Marina Silva e para o pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra (SP) - ainda não foi resolvida. "O candidato a vice do PSDB poderá recepcionar Serra durante a campanha", avaliou Sirkis. Há dúvidas, porém, sobre a situação se houver segundo turno. "É a executiva nacional que vai resolver", afirmou.

Leia mais sobre eleições 2010

    Leia tudo sobre: eleições 2010pv

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG