SIP diz que Lula ataca imprensa brasileira

ASSUNÇÃO - A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) manifestou em relatório, divulgado nesta segunda-feira, que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva continua atacando a imprensa brasileira por meio de críticas desmedidas e desqualificações.

EFE |

"O presidente brasileiro sempre ataca a imprensa e lança críticas desmedidas quando o enfoque do noticiador ou de um comentário não lhe agrada", diz a SIP no trecho do relatório sobre liberdade de expressão que fala sobre o Brasil.

O documento, divulgado ao fim da reunião do SIP no Paraguai, menciona a recente entrevista concedida por Lula à revista "Piauí", na qual "chegou a dizer que a leitura dos jornais lhe causa azia".

Ainda de acordo com o relatório, "as palavras e ações do governo em relação a aspectos regulamentares e a interferências no funcionamento dos meios de comunicação sempre preocupam porque trazem conceitualmente controles e interferências na produção do conteúdo".

A SIP também opina que "uma breve retrospectiva do noticiário mostra que Lula tem dificuldades para aceitar o trabalho dos jornalistas". Além disso, a entidade lembra que Lula disse certa vez que "recomendaria a qualquer presidente que se afaste dos políticos e da imprensa nos finais de semana".

O relatório ainda diz que o governo federal segue empenhado em promover, com o apoio de ONGs e de movimentos sociais, uma Conferência Nacional de Comunicação. Tal iniciativa preocupa a SIP, pois provocaria "interferências no conteúdo gerado para as diversas plataformas de mídia".

Leia mais sobre Lula

    Leia tudo sobre: lula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG