O governo federal cederá galpões da Infraero para a construção de um terminal de passageiros da linha de trem em Cumbica -batizada de Expresso Aeroporto- e arcará com parte do custo das obras do metrô até Congonhas, em São Paulo, segundo informações do jornal Folha de S. Paulo.

O acordo para a construção de uma linha de trem ligando a estação da Luz (centro de SP) ao aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, além de uma nova linha de metrô que passará pelo aeroporto de Congonhas (zona sul de SP) foi anunciado nesta quinta-feira.

Segundo o secretário estadual de Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella, a previsão é que as obras fiquem prontas em 2010. De acordo com ele, o acordo foi firmado após um encontro do governador José Serra (PSDB) com o ministro da Defesa, Nelson Jobim.

O Expresso Aeroporto será feito em concessão à iniciativa privada, que bancará parte da obra, comprará trens, construirá os terminais e cuidará da operação da linha.

Segundo a publicação, a ligação entre a estação São Judas do metrô e o aeroporto de Congonhas, outra medida anunciada nesta quinta, fará parte de uma nova linha de metrô na zona sul.

Leia mais sobre: trem - metrô

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.