O STF (Supremo Tribunal Federal) concedeu na noite desta segunda-feira liminar garantindo a 17 operadoras de telefonia fixa e móvel o direito de preservar os nomes de seus clientes que foram alvo de escutas telefônicas em 2007 e que estão em segredo de Justiça. As informações são do jornal Folha de S. Paulo desta terça-feira.

No mês passado, a CPI dos Grampos na Câmara aprovou requerimento ordenando às teles o envio das cópias de decisões judiciais de interceptações naquele ano.

Os documentos permitem a identificação de todos os clientes que tiveram suas conversas monitoradas.

De acordo com o jornal, as operadoras entraram com um mandado de segurança sexta-feira passada, no STF. A liminar foi concedida ontem pelo ministro Cezar Peluso, sorteado relator do caso.

Leia mais sobre: CPI dos Grampos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.