Sinopse de imprensa - Supersalários superam teto constitucional na Câmara

As reformas administrativas na Câmara Municipal de São Paulo não conseguiram eliminar os supersalários que superam o limite definido na Constituição Federal. As informações são do jornal Folha de S. Paulo desta segunda-feira.

Redação |

Acordo Ortográfico

Amparados por decisões judiciais que garantem a incorporação de benefícios aos seus vencimentos, 23 servidores da Câmara chegam a receber, todo mês, valores acima de R$ 20 mil brutos. O teto constitucional é de R$ 12.384,06, salário do prefeito Gilberto Kassab (DEM).

Segundo a "Folha", um inquérito do Ministério Público Estadual aberto para investigar distorções da reforma administrativa feita em 2003 constatou que, pela folha de pagamento de janeiro deste ano, outros 13 servidores recebem salários maiores do que o do prefeito. São vencimentos que variam de R$ 15 mil a R$ 19 mil.

Leia mais sobre: Câmara Municipal de São Paulo

    Leia tudo sobre: câmaracâmara de spsalário

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG