Sinopse de imprensa - SP expulsou 69 PMs e afastou 71 em 6 meses

Pelo menos 69 policiais militares do Estado de São Paulo foram expulsos da corporação, de janeiro a junho deste ano, por cometerem crimes considerados gravíssimos, incluindo homicídios intencionais. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Redação |

Segundo a publicação, outros 64 soldados foram demitidos após sindicâncias internas e sete deixaram a instituição por corrupção, problemas psicológicos ou por excesso de faltas ao serviço diário.

Ao todo, 140 policiais foram afastados pela corporação, o que equivale a 84% dos 166 casos registrados em todo o ano passado. A comparação fica ainda mais próxima com 2006, quando 153 soldados foram obrigados a deixar a PM.

Ainda de acordo com o jornal, a Polícia Militar de São Paulo matou 55% a mais no primeiro trimestre deste ano, em comparação com o mesmo período de 2007. Ao todo, foram 107 "mortes em confronto" em 2008, ante as 69 registradas no ano passado, entre janeiro e março. Índices correlatos, como prisões em flagrante e feridos em tiroteios com PMs, mantiveram-se estáveis.

A corporação considera, de acordo com o "Estado", que a explicação sobre o maior número de processos abertos passa pelo aumento no registro de denúncias na Ouvidoria da Polícia.

Leia mais sobre: Polícia

    Leia tudo sobre: mortepolicia civilpolícia militar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG